Home Playlist das músicas mais tocadas de "1938"

Músicas Mais Tocadas de 1938

Eu a vejo todo dia Quando o sol mal principia A cidade a iluminar Eu venho da boemia E ela vai, quanta ironia Para a escola trabalhar Louco de amor no seu rastro Vaga-lume atrás de um astro Atrás dela eu tomo o trem E no trem das professoras Em que outras vão, sedutoras Eu […]
Quem nasce na lá Vila Nem sequer vacila Em abraçar o samba Que faz dançar os galhos do arvoredo E faz a lua nascer mais cedo O sol da Vila é triste Samba não assiste Porque a gente implora: Sol pelo amor de Deus não venha agora Que as morenas vão logo embora . . […]
Yes, nós temos bananas Bananas pra dar e vender Banana menina tem vitamina Banana engorda e faz crescer Vai para a França o café, pois é Para o Japão o algodão, pois não Pro mundo inteiro, homem ou mulher Bananas para quem quiser Mate para o Paraguai, não vai Ouro do bolso da gente não […]
Embaixo daquela jaqueira Que fica la no alto majestosa De onde se avista a turma da Mangueira Quando se engalana com suas pastoras formosas Ai,foi la (quem é que disse?) Que o nosso amor nasceu Na tarde daquele memoravel samba Eu me lembro, tu estavas de sandália Com o teu vestido de malha No meio […]
A estrela d’alva No céu desponta E a lua anda tonta Com tamanho esplendor E as pastorinhas Pra consolo da lua Vão cantando na rua Lindos versos de amor Linda pastora Morena da cor de Madalena Tu não tens pena De mim que vivo tonto com o meu olhar Linda criança Tu não me sais […]
Vestiu uma camisa listrada E saiu por aí Em vez de tomar chá com torrada Ele bebeu Parati Levava um canivete no cinto E um pandeiro na mão E sorria quando o povo dizia Sossega, Leão, sossega Leão Tirou o seu anel de doutor Para não dar o que falar E saiu, dizendo, eu quero […]
Se acaso você chegasse No meu chateau e encontrasse Aquela mulher que você gostou Será que tinha coragem De trocar nossa amizade Por ela que já lhe abandonou? Eu falo porque essa dona Já mora no meu barraco À beira de um regato E de um bosque em flor De dia me lava a roupa […]
Ai, o amô, ai, ai Amô, bobage que a gente não explica, ai, ai Prova um bocadinho ôi, fica envenenado, ôi E p’ro resto da vida é um tá de sofrê, olará, olerê Ôi, Bahia, ai, ai Bahia que não me sai do pensamento, ai, ai Faço o meu lamento ôi, na desesperança, ôi de […]
Eu fui às touradas em Madri E quase não volto mais aqui Pra ver Peri beijar Ceci. Eu conheci uma espanhola Natural da Catalunha; Queria que eu tocasse castanhola E pegasse touro à unha. Caramba! Caracoles! Sou do samba, Não me amoles. Pro Brasil eu vou fugir! Isto é conversa mole para boi dormir!