Home Velha Guarda

Velha Guarda

OUVIR TODAS AS MÚSICAS 1 Francisco Alves 1941 Canta Brasil 2 Isaurinha Garcia e Os Namorados da Lua 1946 De conversa em conversa 3 Francisco Alves 1940 Dama das Camélias 4 Francisco Alves 1943 A dama de vermelho 5 Luiz Gonzaga 1947 Asa branca 6 Nelson Gonçalves 1945 Maria Bethânia 7 Ataufo Alves 1942 Ai! […]
Murcharam no jardim os crisântemos, As magnólias se despetalaram, As rosas de perfume tão amenos Sentindo tua ausência desmaiaram. O vento agora passa soluçando, As flores que morreram carregando, O próprio vento entende a minha solidão E a viuvez do meu dorido coração. Aquele sabiá que na alvorada Vinha te dar a matutina saudação, Ao […]
Vem, vem Que eu dou tudo a você Menos vaidade Tenho vontade Mas é que não pode ser O amor é o do malandro Oh, meu bem Melhor do que ele ninguém Se ele te bate É porque gosta de ti Pois bater-se em quem Não se gosta Eu nunca vi
Por que foi que tu deixaste nossa casa na Favela ? Num quero saber mais dela num quero saber mais dela A casa que te dei tem uma porta e jinela num quero saber mais dela não quero saber mais dela Purtugues, tu não me invoca me arrespeita, eu sou donzela num vou na tua […]
Nestes versos tão singelos Minha bela, meu amor Pra você quero contar O meu sofrer e a minha dor Eu sou como o sabiá Quando canta é só tristeza Desde o gaio onde ele está Eu sou como o sabiá Nessa viola eu canto e gemo de verdade Cada toada representa uma saudade Eu nasci […]
Ontem, ao luar Nós dois em plena solidão Tu me perguntaste o que era a dor De uma paixão Nada respondi! Calmo assim fiquei! Mas, fitando o azul do azul do céu A lua azul eu te mostrei Mostrando-a a ti Dos olhos meus correr Senti Uma nívea lágrima E, assim, te respondi! Fiquei a […]
Ay, ay, ay, ay Canta y no llores Porque cantando se alegran Cielito lindo, los corazones De la sierra, morena Cielito lindo, vienen bajando Un par de ojitos negros, cielito lindo De contrabando De la sierra, morena Cielito lindo, vienen bajando Un par de ojitos negros, cielito lindo De contrabando Ay, ay, ay, ay Canta […]
Ai Miquelina meu bem, Leva essa roupa depois vem. Há muito tempo que eu ando, Com a roupa esburacada, Miquelina na folia, Não cose a roupa nem nada. Miquelina andava triste, Andava mesmo doente, Carnaval bateu na porta, Miquelina está contente. Miquelina fica doida, Quando está na brincadeira, E mesmo depois do samba, Sai tocando […]
Eu tenho uma tesourinha Que corta ouro e marfim Serve também para cortar Línguas que falam de mim Ó pé de anjo, ó pé de anjo És rezador, és rezador Tens um pé tão grande Que és capaz de pisar Nosso Senhor, Nosso Senhor A mulher e a galinha São dois bichos interesseiros A galinha […]
Agora que eu não te vejo ao meu lado A segredar apaixonadas juras Busco, às vezes, o nosso amor de outrora A recordar nossas íntimas loucuras Faz tanto tempo, não me lembro quando A vida é longa, o pensamento, vário Tu me mostravas vil, no idílio santo A pequenina cruz de teu rosário E sempre […]
Subi lá no morro só pra ver o que o negro tem Pra sambar gostoso e fazer samba como ninguém Subi lá no morro só pra ver o que o negro tem Pra sambar gostoso e fazer samba como ninguém Negro sambando esquece da dor Negro transporta pro samba o amor E faz sambar muita […]
Bem-te-vi bateu asa e no galho do pau pousou Bem-te-vi bateu asa e no galho do pau pousou E o diabo do garoto jogou uma pedra, matou E o diabo do garoto jogou uma pedra, matou Mas que garoto tão perverso e tão malvado Mas que garoto tão perverso e tão malvado Foi matar o […]
Eu queria saber por que é Que este homem bateu na mulher Que mulher engraçada e adorada Que se acostumou com a pancada! Ai, como é bão querer! Sofrer calado Sem ninguém saber Alivia estes olhos pra lá Que ainda ontem eu fui me rezar Tenho medo desse olhar Que procura-me a vida atrasar.
Por ser deveras conhecida palavra, eu ando aborrecida em qualquer lugar quando a passear sou muito perseguida. O meu tormento não tem fim nunca pensei sofrer assim velhos e mocinhos pedem-me beijinhos dizendo, enfim, pra mim. Zizinha, Zizinha Zizinha, Zizinha ó vem comigo vem minha santinha também quero tirar uma casquinha. Noutro dia num bondinho […]