Conceição da praia – Marlene

Hoje eu vim bater os tambores
Vi o teu nome a velejar
Senti o odor das flores
Perfumando em cores o mar

Na beira da praia, na beira da praia
São tantas prendas pra te ofertar
E as oferendas têm poesia
Nas mãos vazias pra acariciar

Joguei ao ar, joguei ao ar
Todas as palavras que podem retornar
Em gotas nos meus olhos
E deixo recair no mar