Areia Branquinha – MC PP da VS

Essa música está entre as mais tocadas de <= Veja!

Ah, Guil Beats
Eu e meu chapeuzinho do Panamá, na beira do mar
E aquele Classe A pra eu carburar
Tá ruim, tá não, gostosinho, pode pá
É Jurerê e o maloqueiro, tá
Porção de camarão pra degustação
Mais tarde atraca as piranha pra nois jantar
Acaba não mundão, que momento bom
Problema pros cuzão e solução pros de fechar
Acaba não mundão, que momento bom
Problema pros cuzão e solução pros de fechar
E aquele que lutou no beco
Quando a vaca tava magra
Hoje relaxa em areia branquinha
No copo, whisky 18, água de coco gelada
E o pai se amarra na diluição
Lupa na cara, camuflando
A brisa e o olhar que palmeia
As que se empina pra fazer marquinha
Tala de ouro no peito
A burguesa ficou ouriçada
Pra poder dar um lance com os irmão
E aquele que lutou no beco
Quando a vaca tava magra
Hoje relaxa em areia branquinha
No copo, whisky 18, água de coco gelada
E o pai se amarra na diluição
Lupa na cara, camuflando
A brisa e o olhar que palmeia
As que se empina pra fazer marquinha
Tala de ouro no peito
A burguesa ficou ouriçada
Pra poder dar um lance com os irmão
E aê Guil Beats, tipo pagodinho, tá ligado
Sol, praia, água de coco, mulher bonita
Deixa eu te explicar
Eu e meu chapeuzinho do Panamá na beira do mar
E aquele Classe A pra eu carburar
Tá ruim, tá não, gostosinho, pode pá
É Jurerê e um maloqueiro, tá
Porção de camarão pra degustação
Mais tarde atraca as piranha pra nois jantar
Acaba não mundão, que momento bom
Problema pros cuzão e solução pros de fechar
Acaba não mundão, que momento bom
Problema pros cuzão e solução pros de fechar
E aquele que lutou no beco
Quando a vaca tava magra
Hoje relaxa em areia branquinha
No copo, whisky 18, água de coco gelada
E o pai se amarra na diluição
Lupa na cara, camuflando
A brisa e o olhar que palmeia
As que se empina pra fazer marquinha
Tala de ouro no peito
A burguesa ficou ouriçada
Pra poder dar um lance com os irmão
E aquele que lutou no beco
Quando a vaca tava magra
Hoje relaxa em areia branquinha
No copo, whisky 18, água de coco gelada
E o pai se amarra na diluição
Lupa na cara, camuflando
A brisa e o olhar que palmeia
As que se empina pra fazer marquinha
Tala de ouro no peito
A burguesa ficou ouriçada
Pra poder dar um lance com os irmão
Pra poder dar um lance com os irmão
Pra poder dar um lance com os irmão