À Luz do Luar – Vicente Celestino

À suave e meiga luz desse luar,
Iluminando com doçura esta mansão,
Acordar vem sem querer o coração,
Que já cansado ele se achava de sonhar,
Vem depressa me escutar,
A mágoa ouvir de um coração,
Que está ferido,
Está perdido por te amar!
Vem ver este luar, o canto meu sentir,
O meu amor vibrar, o meu amor vibrar,
Com o peito irradiar,
Sentir, gozar ! Ouvir cantar,
Um’alma dolorida,
Que vive, ai, esquecida,
Meu doce amor à luz do luar,
Escuta o soluçar do teu cantor,
O meu canto vem ouvir, ó minha flor!
Banhado está teu lindo rosto no luar,
Atende este soluçar do teu cantor
Que faz brilhantes,
Dá-te a luz do teu olhar,
Vem solícita escutar,
Amada ouvir o teu cantor,
Que está ferido,

Está perdido por te amar!
Olha bem este luar,
Repara o meu sofrer,
Que cresce pra te amar,
Eu só quero te ver….